ARCH
Valadares

PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL DO NORTE INTERNACIONALIZAÇÃO DAS PME PROJECTO Nº 2324


A ARCH, S. A. apresentou uma candidatura ao Projecto PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL DO NORTE - INTERNACIONALIZAÇÃO DAS PME, em 22/05/2015.

A candidatura sustenta um projecto de investimento centrado em rubricas e tipologias previstas e apoiadas no âmbito do respectivo aviso, que tem como objectivo genérico o reforço da capacidade empresarial das PME para a internacionalização e o consequente aumento das exportações. No entanto, é importante sublinhar que o projecto estratégico de desenvolvimento da ARCH é mais abrangente, profundo e impactante do que aquele que está centrado na internacionalização e que sustenta a presente candidatura. Concretamente, esse projecto estratégico prevê uma forte aposta na melhoria da performance da empresa ao nível dos factores imateriais de competitividade, nomeadamente:

– Inovação organizacional e de gestão

– Economia digital

– Tecnologias de informação e comunicação

– Marcas e design

– Inovação organizacional e de gestão

– Economia digital

– Reforço das capacidades de investigação, desenvolvimento e inovação

– Propriedade industrial

– Qualidade

Eco-inovação

 

Deve também referir-se que o plano de internacionalização que subjaz à presente candidatura respeita a novas acções, em novos mercados e segmentos. Apesar de a empresa ter já alguma experiência pontual de internacionalização, traduzida em alguns negócios pontuais com Espanha, Norte de África e alguns países da Europa, este plano reporta-se a outros mercados e/ou segmentos.

O plano de internacionalização da ARCH assenta nos seguintes pilares:

1. Organização e gestão interna

2. Abordagem ao mercado Espanha

3. Abordagem ao mercado Europa

4. Abordagem a mercados africanos

5. Abordagem a mercados do Médio Oriente

6. Abordagem a mercados da Ásia

 

Todos os mercados alvo serão abordados através de um modelo que assenta na combinação de metodologias, de forma articulada e integrada, incluindo: acções de marketing e comunicação tradicionais; acções de marketing sofisticado, nomeadamente na área digital; participação em feiras; acções de contacto directo; missões inversas; contratação de serviços especializados. Esta diversidade e articulação consubstancia uma abordagem inovadora ao nível do marketing na empresa e no sector, ao mesmo tempo que representa uma estratégia de adaptação estratégica a cada mercado específico, de acordo com as suas características. Por outro lado, o plano consubstancia também inovação organizacional na medida em que prevê acções para melhorar a performance de gestão e organização da empresa.

As razões para a escolha dos mercados foram:

– a ambição e estratégia de tornar a ARCH uma empresa global

– o perfil específico de cada um em termos de adequação à oferta actual e prevista, com especial ênfase na busca de mercados que valorizam a qualidade, design, marca e inovação;

– a necessidade de estar presente nos mercados onde os nossos concorrentes internacionais estão;

– notoriedade e valor de marca Valadares;